quarta-feira, 21 de maio de 2008

Pare de julgar


Tolstoi, um dos maiores escritores da humanidade, passou quinze anos de sua vida reunindo num livro a sabedoria de todos os séculos. Condensou-a na obra Pensamentos para uma vida Feliz - Calendário da Sabedoria.

  • Considerou a obra a sua maior contribuição aos homens. Acima de Guerra e Paz, além de Ana Karenina.

Num de seus textos, falando a respeito da culpa e do julgamento, sabiamente assim se manifestou:

"Por que será que todos gostam tanto de culpar os outros? Aquele que imputa a culpa a um outro também pensa, logo, que ele jamais faria a mesma coisa. Isso se dá igualmente com todos aqueles que gostam de ouvir comentários negativos a respeito de seus vizinhos.

Sigamos a mensagem de Cristo: "Não julgueis para não sedes julgados. Porque com juízo que julgardes sereis julgados, e com a medida com que tiverdes medido vos hão de medir a vós."

Para de culpar os outros e se sentirá como o acoólatra que pára de beber, ou o fumante que deixa de fumar. Sentirá que trouxe alívio à sua alma."

Aconselho você a ler esse livro de Tolstoi, é mais barato do que uma caixinha de cerveja, e mais, não dá ressaca alguma, nem física e nem moral.

2 comentários:

Anônimo disse...

Sanderson: Muito interessante este tema - Não julgar. Cada vez mais as pessoas são estimuladas (induzidas?)a opinar, a criticar, muitas vezes baseadas em parâmetros superficiais e vazios. Mesmo não sabendo do que se trata, muitas delas acham-se no direito de dar sua opinião, julgar, aprovar ou condenar. Somos treinados para isso desde criança, mas sempre é tempo de reavaliar e aprimorar comportamentos. Importante é descobrir o limite entre a opinião pessoal e a censura, o julgamento, a condenação.
Gilvan Almeida

Farrapo disse...

Bom dia amiigo Sanderson, todo dia me deleto em ler seus belos texto e mais uma vez sou obrigado a tirar o chapéu e concordar com vc, acho q como todo dependente o alívio da alma estar justamente em aprender a não julgar e sim em ouvir e apenas emitir sua opinião,
"com o peso q julgares, serás condenado". É triste ver q o casal Nardoni já estar condenado a morte e foi julgado da maneira mais cruel, sem direito a defesa e condenado pela mídia e por alguns q se deixam levar por ela, não sou a favor de nenhum assassino,mais sou a favor do amplo direito a defesa. Tenha um fim de semana iluminado