quarta-feira, 30 de abril de 2008

O saber cuidar

Recentemente, estive na UFAC ministrando palestra para os alunos do 1º e 3º períodos do curso de direito. O tema: o exercício da advocacia criminal no Tribunal do Júri.

Um dos pontos abordados foi a respeito dos cuidados que os patronos devem ter no tríduo que antecede ao julgamento. Claro que esses cuidados devem ser contínuos.

Dormir bem, se alimentar com comidas leves, não se estressar, não polemizar com ninguém, não ingerir bebidas alcólicas, evitar aglomeração de pessoas, cuidar da garganta.

Concentração absoluta de energia. O advogado deve se preparar para o Júri do mesmo jeito que o general se prepara para a batalha. Ser um espartano.

Aconselhei a assistir a um bom filme, a ler a Bíblia, a fazer algo singelo.

Orientei também a pensar positivo, a visualizar a vitória.

E disse: "nunca façam um Júri quando estiverem doentes, com dores, gripes, diarréia, com alguma perturbação física. Você vai perder. Peça adiamento, nem que o réu fique preso por mais alguns dias, é melhor do que ele amargar infindáveis anos na cadeia por causa de seus problemas de saúde".

Narro isso porque ontém passei por essa prova de fogo.

Era aniversário de um querido amigo meu, com muita cerveja, comida gostosa e boa viola. Levei um presente e o parabenizei. O ambiente estava maravilhoso.

Recusei a bebida. Houve muita insistência. Confesso que estava com incontrolável vontade.

Na hora do jantar, recusei. Comida boa, mas pesada. Estava com água na boca.

Repeti a mesma resposta para os que me perguntavam porque eu não estava bebendo ou comendo. " Júri, meu amigo, amanhã eu tenho um Júri".

Fui embora antes dos parabéns. "Já vai, por quê?".

"Júri, meu amigo, amanhã eu tenho um Júri".

Graças a Deus, coloquei em prática o que eu tinha ensinado poucos dias antes aos acadêmicos de direito, e gostei de mim mesmo.

E graças a Deus, o reú foi absolvido.

4 comentários:

Sônia disse...

Não há melhor ensinamento que o exemplo e isso serve para qualquer tipo de relaçao: pai e filho, professor e aluno, chefe e subordinado.
Pena que na maioria das vezes o que vemos é a máxima hipócrita do "faça o que eu digo mas não faça o que eu faço".

Sônia disse...

Estou sentindo falta da participação dos admiradores desse adorável blog, apesar de ser bem visitado esta faltando o registro a opinião de quem passa por aqui.
Deixem seu recadinho para aprimorar o debate dos temas levantados.

Stephanie Sarmiento disse...

Olá,

Estou entrando em contato novamente para tratar da Parceria Comercial mencionada via e-mail em 23/04/08.
Continuamos interessados no site.

Aguardo um retorno para iniciarmos a negociação.

Grata e à disposição,
Stephanie Sarmiento
------------------------------
smarques@hotwords.com.br
www.hotwords.com.br
------------------------------
Phone: 11 3178 2514

Farrapo disse...

Primeiro parabenizo pelo blog e dizer q sou seu fã por inúmeros motivos entre eles a clareza e a honestidade q são escritos seus artigos e ao mesmo tempo dizer a vc q Palavras convencem e o exemplo arrasta, eeu ao chegar no aniversário citado não oencontrei rsrs, mais fica pra próxima e um grande abraço e continue firme em seus propósitos q com certza a vitóra virá.