terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Um conceito clássico de retórica

Aristóteles define a retórica como "a faculdade de ver teoricamente o que, em cada caso, pode ser capaz de gerar persuasão."

É, de longe, o melhor conceito de retórica que já li.

Vejamos, em rápidos traços, o que está contido na definição.

"É a faculdade..." Está implícito neste termo, o dom, o talento, a capacidade, a clareza, a habilidade nata de quem fala.

"De ver teoricamente". Ou seja, com os olhos da mente, do pensamento, da intuição, da sensibilidade.

"O que, em cada caso..." É um príncipio. Cada caso é um caso. Tem suas peculiaridades, suas subjetividades, suas motivações, suas singularidades.

"Pode ser capaz..." Quer dizer, têm o poder, a força, o charme, o carisma, o encantamento, a poesia.

"De gerar persuasão". De dar a luz ao que ser quer, de levar a adesão com entusiasmo, de conquistar o espírito, o coração e a mente, de arrastar à ação.

O filósofo de Estagira deve ter trabalhado muito para encontrar essa definição de retórica, ou mais provavelmente, seja ela fruto dos insights da sua enorme inteligência. Aliás, quando Aristóteles adentrava aos portões da Acadêmica, seu professor, Platão, assim o recebia: "Aí vem chegando a inteligência".

Um comentário:

Tatiana Carbone disse...

É Sanderson... sobre a retórica... impossível mesmo poder compreendê-la e muito menos tê-la... sem PAIXÃO, AMOR e HUMILDADE diante do conhecimento! PARABÉNS PELO BLOG! e FELIZ ANO NOVO! que em 2009 você continue realizando grandes feitos no nosso Estado!