quinta-feira, 3 de julho de 2008

As mães que choram por seus filhos presos


Recebo diariamente em meu escritório mães desesperadas que choram por seus filhos presos.

Não dá para brincar com essa situação. É preciso respeitar o choro materno.

Elas sofrem muito mais que os filhos. Não dormem, porque não têm a segurança que os seus filhos descansam. Não comem, porque não sabem se seus filhos já comeram. Não se divertem, porque não sabem se seus filhos estão alegres, agasalhados, protegidos, seguros.

Há pouca diferença, para uma mãe, entre a morte e a prisão de um filho.

O delegado, o promotor, o juiz, o advogado, as autoridades em geral, precisam atender com muito carinho essas mães. Ouvi-las, confortá-las e se possível ajudá-las.

O amor de mãe é comparado ao amor de Deus, puro, imaculado, castiço.

Quando procuramos contribuir ao invés de atrapalhar, nós mesmos melhoramos como filhos de Deus. Muitas bençãos são distribuídas àqueles que estendem as mãos para ajudar uma mãe que chora a perda da liberdade de um filho.

Quando posso ajudar, ajudo. E sempre dá para ajudar de alguma forma.

É tanta dor, são tantas lágrimas, que há mistério nas águas que correm dos olhos de uma mãe.

Se o advogado procurar desvendar os segredos de tanta força que impulsiona uma mãe na defesa do filho, terá compreendido a origem nobre e o significado alto da nossa profissão.

Procuro ver em cada mãe que me busca a imagem da minha. Agindo assim, é mais difícil de se cometer uma injustiça, na forma de receber, de ouvir, de atender, e de ajudar.

A autoridade que bem souber não menoscaba a dor de uma mãe. A pena virá, implacavelmente.

6 comentários:

Ana cleice disse...

Belas e sábias palavras!Acabas de ganhar + uma admiradora.Com certeza,o mundo seria bem melhor,se todas as pessoas,soubessem valorizar o amor e as lágrimas de uma MÃE.
Somos incondicional na forma de Amar.Se pudessemos,jamais deixaríamos nossos filhos sofrer a menor dor que seja.
Parabéns!Vc estar no caminho certo,é assim mesmo que deve ser tratada todas as mães.
Seja sempre solidario,atencioso,carinhoso,faça tudo o que puderes,para amenizar a dor delas.
Sou mãe.Tenho 03 lindos filhos.23,14 e 04 anos.Há um ano e 2 meses perdí minha Amada.Sou filha única e sei o que é o amor de uma Mãe,e sei tambem,a falta que essa criatura de luz(mãe),faz na vida de um filho.
Deus te Abençoe Sempre!

Anônimo disse...

Hoje é domingo, dia 10/10/10. Estou sozinha em casa sentindo uma profunda solidão. Há 2 meses faleceu minha mãezinha e há 1 mês meu filho foi preso. Lendo o seu blog senti como se um anjo tivesse vindo me visitar. Agradeço muito as suas palavras e espero que elas também possam vir a dar luz e paz a outras mães.
Que Deus nos fortaleça!

lena366 disse...

Li e adorei as suas palavras me pareceram muito sinceras,como advogado você ja deve ter presenciado varias situações de desespero,dor angústia vivida por varias mães.
Pois hoje eu sou uma dessas mães,e posso dizer que a maioria das autoridades infelizmente não agem dessa maneira.Então que Deus te abençoe e te ajude há continuar ajudando essas mães.

GISLAINE disse...

OLA, MEU E GI ADOREI TER LIDO ISSO PORQUE ESTOU PASSANDO UM MOMENTO MUITO DIFÍCIO DA MINHA VIDA TENHO UM FILHO EM UMA SINTUAÇÃO DESSA E JÃ NÃO SEI MAIS O QUE FAZER JÁ COLOQUEI NAS MÃOS DE DEUS POIS ELE TEVE AGORA UM FILHO ESPERO QUE ELE PASSE O MELHOR PRO FILHO DELE GOSTARIA DE LER MAIS SOBRE ESSE TIPO DE SINTUAÇÃO PRECISO MUITO SABER MAIS SOBRE ISSO. 10/12 2012

ruth disse...

Bom saber que tem alguem que entende de verdade o que se passa no coração de uma mãe nesses momentos, Da até um certo conforto.Apesar de sabermos que de uma certa forma ele próprio procurou essa cituação,travamos dentro de nois, uma ma luta entre a razão e o coração.temos raiva por não ter cido ouvida,e morremos de pena do sofrimento deles,sim pois eu tenho certeza que meu filho sofre,,e muito.e gostei muito de poder de uma certa forma ,desabafar.pois escutamos muitas críticas pelo nosso sofrimento.Hoje u precisava falar um pouco.obrigadae que Deus nos abençoe e fortaleça.

madalena santos disse...

muita dor e so temos como apoio o nosso enorme amor.