quarta-feira, 18 de junho de 2008

Meu grande mestre, o silêncio


Imagine o funcionamento do cosmos, uma eterna meditação, um profundo silêncio, só luz, só paz, só amor. Nenhuma palavra, ou melhor, nenhuma palavra materializada.

Bem-aventurados os silenciosos porque ouvirão as grandes verdades.

No silêncio moram os grandes discursos, as sublimes canções, as belas poesias, as encantadoras imagens.

São ouvidos e vistos com o espírito, na revelação da Superioridade. Nenhum barulho, nenhuma perturbação.

Os grandes mestres espirituais foram homens de poucas palavras, amantes do silêncio. Só falavam quando necessário para indicar o caminho e apontar o destino.

A busca espiritual é, em certa medida, a busca do silêncio.

Um comentário:

Isaac Melo disse...

Caro Sanderson,
Sempre que posso estou dando uma olhadinha em seu blog, tem sempre um bom texto, uma boa novidade. Valeu!
do Blog Alma Acreana