quinta-feira, 26 de agosto de 2010

A pobreza é o lar do crime

Assistindo a uma palestra, por esses dias, em São Paulo, a respeito do sistema carcerário no mundo todo, no 16 Seminário Internacional do Instituto Brasileiro de Ciências Criminais - IBCCRIM, o palestrante provou, com estatísticas reconhecidas pela ONU, que a pobreza é o lar do crime.

Quanto mais pobre um lugar mais crimes existem ali. Isso nós já sabíamos. A novidade é que a sociologia criminal nos apresentou esse drama de forma científica. Claro que o expositor falou apenas de uma das faces da pobreza, nos 194 países do planeta, que leva à criminalidade.

Ricos também não cometem crimes? Não, os verdadeiros, não! O crime é sempre fruto da pobreza. Quando um rico comete um crime só revela a sua pobreza interior, sua falsa condição de riqueza.

Tanto a pobreza material quanto a pobreza espiritual são as genitoras do crime. Quando o homem cresce em consciência, cresce na verdadeira riqueza, e a escuridão, a grosseira ou a sutil, que leva ao crime, vai sendo iluminada pela divina presença em nós do Eu Superior.

4 comentários:

eliane disse...

Bom dia,
Realmente, ninguem nasce criminoso, exceto os "psicopatas", todos são vítimas da sociedade, da desigualdade social!
O pior é que não vejo pecpectivas de mudanças.
Um abraço!

Danielle disse...

Bom dia, Dr. Sanderson!

Sempre leio suas postagens e o que mais gosto aqui é a simplicidade com que as palavras são colocadas.

Danielle

Sanderson Silva de Moura disse...

Eliane e Danielle,

Sejam bem-vindas a este espaço,

Vossos comentários enriquecem o texto.

Abraços

Sanderson

Anônimo disse...

A pobreza é mãe do crime, mas a riqueza sem medidas de uns poucos foi que a pariu. Em geral, é essa avó calculista a culpada de tudo.