terça-feira, 19 de junho de 2012

Os mensageiros das coisas mais sublimes

Lia Folhas na Relva, do grande poeta americano Walt Whitman - cuja a popularidade cresceu após seus versos serem declamados no filme Sociedade dos Poetas Mortos -, uma frase que certa vez, já faz algum tempo, citei num júri que fazia: "Poetas, oradores e cantores do porvir espero de vós as coisas mais altivas".

E disse aos jurados, introduzindo minha oratória: "E o que fazemos aqui, esses dois oradores, o promotor e o advogado? Falamos das coisas mais altivas em meio as coisas mais horrendas, tristes, dolorosas, sufocantes; falamos da vida, da liberdade, da verdade, do direito, da justiça, da consciência. Vulgaridades, superficialidades não fazem parte das coisas mais altivas que devem fluir da alma de um poeta, de um orador e de um cantor, eles são mensageiros do sublime".

2 comentários:

Júlio Medeiros disse...

Muito boa postagem doutor, parabéns! Devemos aperfeiçoar a oratória sempre e, principalmente, ter sensibilidade. Júri não é teatro, é flerte e conhecimento. Valeu.

João Braz disse...

Parabens Doutor, cada texto seu que leio é uma aula de Gamiel que recebo.
O senhor é uma grande referencia de humildade no nosso Acre.

Parabens e continue agradando a Deus