segunda-feira, 23 de março de 2009

A verdade como norte

"Se uma justiça penal integralmente "com verdade" constitui uma utopia, uma justiça completamente "sem verdade" equivale a um sistema de arbitrariedade".
Ferrajoli

Um comentário:

João Arthur dos Santos Silveira disse...

Essa justiça integralmente 'com verdade' pode até ser utopia, mas se faz cada dia mais necessária.
Falando em utopia e Direito, acabei por lembrar de uma frase de um civilista francês chamado Georges Ripert:
"Quando o Direito ignora a realidade, a realidade se vinga ignorando o Direito".

Embora não pareça, achei bem oportuna!

Abraço!