sábado, 8 de novembro de 2014

O lutador- filósofo

Quando criança gostava de assistir aos filmes de Bruce Lee.
 
O sino-americano Bruce Lee viveu intensamente, embora tenha morrido cedo, aos 32 anos de idade. Foi um astro do cinema e um dos maiores lutadores da história, um lutador-filósofo, disciplinado e íntegro, uma mente taoísta, um espírito zen-budista.
 
Estou lendo, de sua autoria, Aforismos, um conjunto de máximas e reflexões valiosas a respeito da vida; ele era um leitor voraz e um escritor profundo.
 
Diz ele que "a tristeza pode ser uma grande professora, porque se pode vê mais longe através de uma lágrima do que através de um telescópio".

Um comentário:

luciano disse...

Caro, após algum tempo a que me esquivo de pensar a quantidade, volto ao seu espaço para apreciar o seu processo de crescimento. E percebo ainda que sob uma ótica de humildade pessoal e em construção, o Nobre Advogado deixa-se expor talvez para questionar-se através de outros olhos sobre o seu novo que tem buscado construir.
Parabéns!